Com você

Lembro-me perfeitamente do dia que te conheci, sentado num canto, quieto e pensativo, a primeira impressão que me passou não foi convidativa a uma possível amizade, é que eu nunca fui quietinha assim, sempre fui ligada nos 220 e pessoas quietas demais me assustam... Mais foi só nossos olhares se cruzarem e você me cumprimentar com esse seu lindo sorriso de menino que me cativou, e não teve mais jeito, eu sabia que queria morar ali, meu coração tinha encontrado casa dentro dos seus olhos, finalmente.

Com você a vida ficou muito mais bonita e leve, tudo começou como uma sincera amizade, nunca houve segundas intenções, viemos claros e seguros de que seria só uma amizade... Ao longo dos anos construímos uma amizade solida e forte, firmada em Deus, ele sempre foi nosso começo e fim, somos tão diferentes em temperamento, cultura, jeito, criação, que só por Deus mesmo a gente ter chegado até aqui.

Ao longo dos anos passamos por várias coisas, crescemos juntos, brigamos inúmeras vezes, e não me arrependo disso, pois o “brigar” claro sempre com respeito como era o nosso caso, era só a gente se conhecendo sabendo o quão diferente éramos e somos, e tudo que é novo nos causa repulsa e queremos bater o pé e dizer não é assim baby, porem essas brigas são muito precisas, são através delas que a gente cresce, descobre o quão infantil estamos sendo, o quão ainda pensamos só em nós mesmos, e o quanto precisamos mudar.  

Ao longo dos anos sentimos claramente as mãos de Nossa Senhora a cuidar de nós, quantas e quantas vezes ela nos pegou no colo e acariciou nossos cabelos nos pedindo calma, espera e confia, e aqui chegamos. Parece que se passaram décadas e décadas, existe uma Cláudia antes e outra depois da sua chegada, e me é difícil imaginar minha vida agora sem você meu menino.

Com você cresci, sorri, chorei, e só você era o remédio, com você descobrir e ainda venho descobrindo o que é o amor, sentimento mais lindo que Deus inspirou no coração do ser humano, foi só em suas mãos que me senti segura, nos seus braços me senti acolhida e em casa, no ouvir da sua voz me sinto calma, e no seu olhar me sinto alegre, e do seu sorriso quero sempre ser um dos motivos, para o vê sempre radiante e feliz, quero ir pro céu contigo meu doce e amado menino.

Te amo dentro dos corações de Jesus e Maria.

Obrigada por me escolher!

Cuida do meu coração, pois agora ele é seu...

 Cláudia Goliver



 

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Carta ao meu futuro marido

O adjetivo que define minha melhor amiga

Mudanças que nos Libertam