Uma despedida e um encontro

Precisei despedir de mim mesmo para me encontrar em ti
Precisei despedir dos meus pecados para me encontrar em vossa Graça
Precisei despedir dos meus defeitos para com a Vossa grandeza entender o que é Perfeição.
Precisei despedir do meu próprio caminho para que com os passos que determinantes para mim, eu possa encontrar a direção certa
Precisei despedir de cada sonho meu para entender e encontrar todos os sonhos que sonhastes para mim
Precisei aprender a Viver mas desapegando da minha própria Vida
Para entender que ela é passageira, uma passagem para a Eternidade.
Precisei abandonar-me na solidão para encontrar nela o Caminho que me leva até o Céu
Precisei abrir mão das coisas terrenas para segurar tudo o que me levará para o Céu
Precisei pisar encima do meu próprio ego para compreender que sem a humildade, nada sou.
Precisei levar alguns tombos para entender que só é possível me levantar pela Graça
Precisei perder a minha visão sobre muitas coisas para entender e aprender a ver as coisas com os olhos de Deus.
Precisei muitas vezes me silenciar para entender o que ele (Deus) queria me dizer
Precisei errar algumas vezes o Caminho para entender que é ele quem dita os meus passos e a minha direção
Precisei passar noites em claro para entender que ele queria um tempo a mais comigo
Precisei precisar dele para entender e aprender que sem ele eu nada posso
Para entender e aprender que sem ele eu nada sou, nada tenho, nada faz sentido
Para entender e aprender que sem ele não existe vida, o mundo perde a Cor
Para entender que eu preciso precisar dele para eu ser quem eu devo ser não por mim, nada por mim, mas por ele, tudo por ele e Com Ele.
Existe uma despedida e um encontro, onde eu vou me despedir das minhas vontades, dos meus queres, dos meus sonhos, das minhas ideias, dos meus pensamentos, do meu eu. Para me encontrar com ele, e assim, nele, descobrir a vontade dele para mim, descobrir o querer dele na minha vida, os sonhos que ele tem para mim, as ideias que ele tem para mim, o pensamento dele em relação a mim, e assim de fato eu me encontrei, me encontrei nele, me encontrei encontrando ele.
Não é fácil, nunca foi e nem vai ser, mais é lindo. É um encontro onde seremos sempre amados, mas não "mimados". Muitas vezes queremos e buscamos o "mimo", e não o verdadeiro amor. Muitas vezes buscamos ouvir o que queremos ouvir, e não o que temos que ouvir, muitas vezes buscamos o que queremos e não o que de fato precisamos. Deus, ele ama, não mima. Ele corrige, não passa a mão na cabeça. Mas o que vem d'Ele é completo de amor, e vejamos e concluímos que o Amor não define no que queremos, mas no que precisamos. O que precisamos pode ser algo do nosso gostar, do nosso querer, e o nosso gostar e o nosso querer, corre um sério risco de ser algo momentâneo, ou seja, algo que acaba, que tem um fim.
Quando se trata desse encontro com Deus, estamos falando em Céu, em Eternidade, em Vida Eterna, em Felicidade Plena e completa, estamos falando daquele que tudo pode e tudo faz. Ele chega e quer colocar a casa (o coração, a alma) em ordem, pode ser que hoje nessa casa, seja aqui em mim, seja aí em você, tenha muitas coisas para serem arrumadas, coisas para jogar fora, coisas para chegar, coisas para serem concertadas.
Não tenha medo quando esse momento chegar na sua vida, não tenha medo. Ele só vai te ensinar a ser como ele, mas para isso vejamos que será preciso mudar muitas coisas, coisas essas que ele mesmo faz, ele mesmo muda e organiza. Dói? Talvez, mas para não doer nunca mais. É difícil? Vai depender de cada um, a forma como cada um vai querer se abrir para Ele. Só não tenha medo de se negar para acolher ele, só não tenha medo de se anular para ele aparecer. Não tenha medo de sair de cena para a Obra dele ganhar visibilidade em você. Não tenha medo de se despedir de você, para se encontrar nele. Lembre-se, despedir de você mesmo é dizer ao mundo, que você não pertence ao mundo, que você não pertence as suas próprias vontades, e se encontrar nele é acordar, é perceber que existe um lugar chamado Céu, existe um Pai que se chama Deus, e ele quer você, junto a ele, na casa dele (Céu) para assim, o filho (você) viver com o Pai (Deus), em casa (no Céu) por toda a Eternidade.
P.s: Texto lindo escrito pelo talentoso Rony Saantana 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carta ao meu futuro marido

Amigos a gente conta nos dedos